Skip to content

“para suprimir completamente o arrivismo”, para suprimir completamente o passismo

Maio 28, 2012

(…)

Engels sublinha ainda e sempre que, não só sob o regime da monarquia mas também na república democrática, o Estado é o Estado, o que quer dizer que ele conserva o seu principal carácter distintivo, que é o de transformar os funcionários, “servidores da sociedade e os seus orgãos, em donos destas.

“… Para evitar esta transformação, inevitável em todos os regimes anteriores, do Estado e dos orgãos do Estado, servidores da sociedade na origem, em donos dela, a Comuna empregou dois meios infalíveis. Primeiramente, ela submeteu todos os lugares da administração, da justiça e do ensino à escolha dos interessados por meio de eleição com sufrágio universal e, bem entendido, à revocabilidade a todo o momento por esses mesmos interessados. E, em segundo lugar, ela retribuiu todos os serviços, desde os mais inferiores aos mais elevados, com o salário que recebiam os outros operários. A maior remuneração que ela pagava no conjunto era de 6000 francos. Desta forma se punha fim à caça aos seus lugares e ao arrivismo, sem contar, além disso, com os mandatos imperativos dos delegados aos corpos representativos…”

Engels chega aqui a este limite interessante em que a democracia consequente, por um lado, se transforma em socialismo e, por outro, reclama o socialismo. Com efeito, para suprimir o Estado, é necessário que as funções dos serviços de Estado se transformem em operações de controle e de registo tão simples que estejam ao alcance da imensa maioria e, a seguir, da totalidade da população. E, para suprimir completamente o arrivismo, é preciso que as funções “honoríficas”, embora não lucrativas, ao serviço do Estado, não possam mais servir de trampolim para atingir lugares altamente lucrativos nos bancos e nas sociedades anónimas, como acontece constantemente em todos os países capitalistas, mesmo nos mais livres.

(…)

Fonte O Estado e a Revolução, de Lenine 

Anúncios

From → O Tudo e o Nada

Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: